Um blog cheio de mimimi, com um título sem sentido e um template sem muita originalidade.





06 setembro, 2012

Amor


     Acordo pela manhã. Dá para ver uma árvore muito bonita da minha janela, dá para tomar um café quentinho enquanto assisto a tv, dá para tomar um solzinho na piscina, dá para ler aquele livro do Anton Tchekov, mas eu não tenho vontade de nada, eu não penso em mais nada além de correr pro bercinho e ver você respirando, com as bochechinhas tão gordinhas quanto duas maçãs rosadas. Eu olho as suas bonecas que um dia foram minhas, olho as suas roupinhas coloridas, olho a sua fralda cheia de xixi, e eu não canso de agradecer a Deus por esse momento que eu repito todos os dias, ainda mais quando você acorda toda banguela sorridente. Ser sua mãe é a melhor coisa do mundo, e quando você puder ler esse blog um dia, irá encontrar textos de alguém que viveu exageradamente todas as coisas, dizem que os jovens são assim, profundos demais. Porém hoje acredito que tudo foi necessário, cada tapa e cada abraço, e tudo me preparava para que eu valorizasse o que eu tenho hoje: a família que eu sonhei pra mim. Eu sei que irei cometer erros, mas eu queria deixar registrado aqui nesse espaço tão especial toda a minha vontade de acertar. Já houve tempos em que eu levantava da cama pedindo a Deus a hora de dormir de novo. Já houve tempos em que eu quis dormir para nunca mais acordar. Já houve tempos em que a dor doeu tanto que eu pensava que nunca iria conhecer a felicidade. Mas hoje eu a conheço. Posso vê-la perfeitamente na minha frente, agora, enquanto escrevo. Posso vê-la nas madrugadas em que você não quer dormir, na sopa em que você chora pra não comer. Eu vejo a felicidade em todos os lugares. Eu e seu papai queremos construir para você um lar em que você saia de casa e sinta saudade de voltar. Um lugar em que você sinta paz de espírito. Porque sei que você, minha pequena, vai crescer e vai querer ir muito além desse berço e do nosso colinho, entretanto eu me trabalho todos os dias para que sempre que você pensar na sua família, você diga: bons tempos...
     O meu amor por você é tão enorme que apenas Deus pode compreendê-lo.

2 comentários: